Projeto de Políticas Públicas – PPPBio




Data
9 e 10 de outubro de 2017
Local
Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) – Auditório “Décio Dias Alvim”
Av. Brasil, 2.880 - Campinas – SP
Realização
Instituto Agronômico - IAC
Instituto de Tecnologia de Alimentos - ITAL
Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP
Coordenadores
Eloísa Garcia (ITAL-APTA/SAA)
Sílvia Tondella Dantas (ITAL-APTA/SAA)
Coordenador Associado
Cristiane Lopes Oliveira (Nestlé Brasil Ltda)
Patrocinadores
Braskem
Klabin
Plantic / Kuraray
Apoio
BE-Basic Foundation
Fundação de Apoio à Pesquisa Agrícola - FUNDAG
Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio - FUNDEPAG
Prefeitura Municipal de Campinas
Centro de Tecnologia de Embalagens – CETEA/ITAL
Câmara do Comércio Exterior de Campinas & Região - CCC&R
Download
Programação Portugues
Programação Ingles
Release
Term of Reference (ToR)

Problemas & Oportunidades

São grandes e significativas as interfaces dos sistemas de embalagem para alimentos com a Bioeconomia. Por um lado, há um enorme potencial de inovação na produção de materiais de embalagem de fonte renovável (biopolímeros, aditivos e outros insumos e novos materiais obtidos a partir da celulose), ao mesmo tempo em que os sistemas de embalagem são fundamentais na conservação e redução de perdas de alimentos e bebidas, sendo item relevante para a eficácia do abastecimento da sociedade e para a redução do desperdício de alimentos, otimizando os custos econômicos e ambientais da sua produção.

Os objetivos do Workshop

Discutir o futuro dos sistemas de embalagem no contexto da Bioeconomia, enfocando desafios, oportunidades e melhores estratégias para o desenvolvimento de novas tecnologias e inovações para o setor de embalagens para alimentos e bebidas, por meio de uma atividade integrada entre instituições de pesquisa, academia e o setor privado. Os temas a serem abordados no encontro serão: 1) Materiais de fontes renováveis, 2) Embalagens ativas, inteligentes e interativas, 3) Embalagens de alta performance e 4) Garantia da segurança para contato com alimentos.